Pessoal, voltei!!!

Após um breve período no ostracismo, retorno aos trabalhos. Tinha pensado em postar aqui neste dia de hoje detalhes do último mês, por onde andei, o que fiz e tudo mais… No entanto, não tenho outro assunto a comentar senão o resgate dos mineiros da cidade de San José, no Chile.

Fiquei até tarde da noite ontem acompanhando os primeiros homens a chegar à superfície naquela cápsula com um sugestivo nome de Fênix. Fiquei emocionado. É impressionante a capacidade de superação do ser-humano em momentos de crise. Ao ver a família de Florencio Ávalos, 31 anos, aguardando sua chegada em pleno deserto do Atacama não consegui desligar a TV.  Quando a tal da cápsula tocou o solo a 700m de profundidade me veio à mente aquela famosa imagem da conquista da Lua e os astronautas tocando pela primeira vez o solo lunar.

Fiquei ali, torcendo e imaginando como tudo aconteceria. Foi um gesto curioso, instintivo, midiático de quem não acompanhou diariamente o drama daqueles 33 homens confinados nas profundezas da Terra há 68 dias. Foi pouco o que fiz, mas me solidarizo com os demais e com toda equipe de resgatistas, que até agora já trouxe 16 mineiros à tona.

Não sou claustrofóbico, mas confesso que não sei como resistiria àqueles intermináveis 16 minutos trancado na tal da cápsula com apenas 53cm de diâmetro. Se para mim, assistir a tudo isso representou valorizar mais ainda a vida, imaginem como viverão a partir de agora estes vencedores. Simplesmente, viverão… que bom! Vamos em frente e amanhã falo das férias.

 

Chi, chi, chi, le, le, le… VIVA CHILE!!