Vejam a postura do presidente Lula e do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, ao serem abordados por um menino que reclamava aos governantes por não poder frequentar a quadra de esportes e jogar tênis no Complexo da Maré.