Viajar é bom, muito bom, na verdade, é maravilhoso. Conheço uma penca de amigos e parentes que sempre diz: “se eu ganhasse na loteria, a primeira coisa que iria fazer era viajar, rodar o mundo pra só depois pensar no que fazer com a bolada”. Muito bem! Concordo. Faria o mesmo, mas, sério, sabe aquela sensação de voltar pra casa? Acho que vale quase que toda a viagem. Pelo menos comigo é assim, e olha que viajo bastante. É aeroporto pra lá, bagagem pra cá, toma café, faz check in no hotel, pega táxi, espera o taxi, vai, volta, come bem, come mal, passa mal, encontra gente nova, perde o trem, pega carona, pega gripe, pega pesado, pega leve, se despede de alguém… nossa, cansa, né? Pois bem. Voltar pra casa é melhor ainda. Por isso, faço questão de retomar à linha de pensamento que me fez escrever este post: se eu ganhasse na loteria, viajaria bastante, só pra voltar pra casa depois.