Desde quarta-feira venho acompanhando os desdobramentos das chuvas no município de São Gonçalo, região metropolitana do Rio. É impressionante o abandono do poder público. Falta gente, socorro, iluminação, água e até comida. A comunidade do Jardim Catarina está mobilizada e resolvendo seus problemas por conta própria. Mesmo em meio às dificuldades, os moradores se solidarizam uns com os outros. Ontem, um grupo arrecadou mantimentos na CEASA e distribuiu mais de 400 quentinhas na casa de um garçom da comunidade. Conseguiram até um bote, daqueles de rafting, pra levar alimentos e gêneros de primeira necessidade às famílias que estavam ilhadas pela enchente.

 

A cobertura continua. Abaixo, um trecho do Jornal Futura de ontem. Ah, esqueci de dizer, foi o dia do meu aniversário, mas havia pouco a comemorar. Vida que segue.