Quando fui a Londres, há uns poucos anos, creio que no inverno de 2003 ou 2004, fiquei apaixonado pela obra de Andy Warhol. Estávamos eu e Sabrina na Tate Modern, às margens do Tâmisa, nos deliciando com os trabalhos daquela mente delirante.

Tempos depois, foi no Rio de Janeiro, salvo engano no Museu Oi Futuro. Lá, mais uma vez, passei horas admirando as ilustrações, serigrafias e outras invenções de Warhol. O retrato de Marilyn Monroe é um dos meus favoritos.

E não é que hoje recebi por email um release do lançamento de um livro na Pinacoteca de São Paulo que tem na capa, adivinhem… o retrato de Marilyn.

Enfim, este artista plástico americano que encontrou nos anúncios de publicidade uma de suas maiores fontes de inspiração agora é tema de um livro infanto-juvenil. O nome é “No tempo de Warhol”, lançado pela Callis Editora.

Com uma abordagem sobre o Expressionismo Abstrato e a Pop Art, a obra faz parte de uma coleção sobre grandes artistas e suas contribuições para o desenvolvimento da arte contemporânea.

Já vi que serei obrigado a regressar à terra da garoa até o dia 23 de maio, data de encerramento de mais uma Mostra sobre Andy Warhol no Brasil.

 

Leia+ http://www.pinacoteca.org.br