Dá um pouco de trabalho. Interessa a quem gosta de jardins, plantas e daquelas hortaliças na cozinha. No entanto, pra fazer, é preciso certa disciplina e também abrir mão da frescura. Quem tem cachorro pode até encontrar um destino mais justo para a “caca” do peludo.  Mas se a gente parar pra pensar nos benefícios da mudança de comportamento da sociedade quando o assunto é o consumo e a produção desnecessária de lixo, pode ser que a mistureba valha à pena.

 

 

Dica de Dani Suzuki, a japinha gente boa!