agua-doce

 

O dia mundial da água foi criado em 22 de março de 1992 pala ONU durante a Conferência sobre o Clima realizada  no Rio de Janeiro, a ECO-92.

Era menino na época, ainda morava em Petrópolis, na região serrana do Rio, mas foi depois que iniciei minha carreira no programa Globo Ecologia, em 1998, que aprofundei meus conhecimentos sobre as temáticas ambientais e iniciei – o que chamo de caminho sem volta – minha jornada na cobertura jornalística sobre meio ambiente.

Após dezessete anos de debates e propostas para a preservação da água doce no mundo, a sociedade se vê cada vez mais perto do colapso. Na África, no sudeste asiático e em outras tantas regiões do planeta, inclusive no Brasil, a posse da água ainda gera conflitos entre empresas, comunidades e políticos.

Hoje, uma das alternativas mais bem sucedidas no que diz respeito à administração e bom uso dos recursos hídricos são os Comitês de Bacias Hidrográficas. Entidades criadas para harmonizar as discussões sobre o uso sustentável da água pela agricultura, indústria, governo e sociedade. Um bom exemplo é o Comitê  das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, em São Paulo.

Para ampliar o entendimento e promover o debate sobre o tema, o Jornal Futura de hoje será todo dedicado à preservação da água doce.  Vale à pena conferir. O noticiário vai ao ar às 12h e 17h.

 

Tá na rede também um compacto do documentário José Galizia Tundisi e a águaproduzido pelo Núcleo de Imagem e Som da UNIRIO e dirigido por Lúcia Lemos, coleguinha jornalista. Segue o link:

http://videolog.uol.com.br/video.php?id=420277

 

leia+

www.futura.org.br

www.brasildasaguas.com.br 

www.ana.gov.br

 

 

Anúncios